quinta-feira, 2 de agosto de 2012

ANTES DO AMANHECER

Ensaio 


Acabei de ver “antes do amanhecer” pela enesima vez, não me canso, Richard Linklater é um gênio, duas pessoas conversando sobre vários assuntos que fazem parte do mundo de cada um.
Um homem e uma mulher, ele Ethan Hawke, ela Julie Delpy, linda, francesa, sexos opostos evitando atrações físicas. Os prazeres da carne sendo suprimidos pelos prazeres do simples olhar, pelo encanto de conhecer os segredos da alma. Tudo conduzido com poesia e maestria, diálogos e orgasmos mentais. Paisagens diferentes, parecendo fundo de tela mudando, uma forma de entrar no universo alheio com permissão e boas vindas.
Atraente e bucólico, entrar no filme é o mesmo que olhar para os seus sonhos e ver como poderiam ter sido, não fosse a massacrante mídia social dizendo o que é melhor e mais prazeroso para cada um.


Sexo! Só em ultimo caso. Seria como encher a cara numa festa e perder o melhor dela, o melhor dos sentimentos que temos não está relacionado com os prazeres da carne, que parece ser a ultima estação, o objetivo. No caso deste casal, as estações parecem não acabar, há prazer e continuidade em cada pausa para reflexão, em cada olhar trocado, com timidez, ou espanto. Há muito que cavalgar, antes do orgasmo calar o próximo tópico.
Este é o encanto. A melodia que ouvimos não é imposta, esta sendo apresentada como falas  que se complementam, apontando possibilidades, que ficam na imaginação de quem assiste.
Um filme totalmente idiota, que não vem de lugar algum, nem vai a lugar nenhum, não é um conto de fadas com sentido é um sentir como conto de fadas, que nos leva a todo lugar, mas principalmente para o fundo da nossa alma.


Trailer do filme