segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

SUAS MANIAS

Você me lambuza,
dos pés à cabeça
me pega me suja,
vai tirando minha blusa
...não que eu não aceite
mas você se recusa
a contar seus segredos

Você me judia,
me acha vadia,
vai dando tapas na bunda
...não que eu não mereça
é que as vezes me espanta
amar alguém que me inunda
com tantas manias

Você me desfruta
me chama de puta
vai tirando a calcinha
...não que não eu te rejeite
eu amo tanto seu jeito
é o que me faz ter a cura
das minhas sarjetas

Você olha em meus olhos
diz que adora meu cheiro
com cara de bandido
...não que eu não receie
de querer toda ser sua
mesmo com tanto medo.


Marcos tavares


quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

CARTILHAS

Na busca de mim,
encontrei farrapos esparramados,
esparadrapos úmidos, 
curativos na alma em vão.

Enchente de lágrimas por vir,
um poema de desespero,
cartas de amor rasuradas,
pedaços de sonífero
em decomposição.

Faltam caminhos,
mapas de atalhos,
desvios alternativos,
cartilhas pra viver sem ti.

Faltam tréguas,
descanso em meu ser,
trincheiras pra me defender
da tua sentença.

Nenhuma aspirina,
nem mesmo um lenço,
somente um juramento,
nesta  faca rasgando  o meu peito,
num desespero sem piedade,
tentando te arrancar de mim.



Marcos tavares

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

COISA RARA DE GUARDAR

Agradeço... 
Posso ir sozinha.
Tenho os pés 
que ainda me amparam
e fé nas estrelas 
que vão me guiar.

É muita bondade tua
ter estendido as tuas mãos,
mas eu tenho desafios
que preciso vencer.
Com os braços que 
Deus me deu
eu vou tentar.

Valeu...
Foi bom saber, 
que você tem
sinceridade no olhar,
coisa rara de se ver.
Não entenda como orgulho
é um defeito meu, 
me aventurar.

Foi bom estar com você,
saber que poderia ficar,
mas o destino me chama,
vou levar no coração
a pessoa preciosa que você é.
Coisa rara de guardar.

Não sei se voltarei,
é melhor não me esperar
não sei onde estarei.
É uma sina minha
ter os pés sempre afobados
e continuar. 


Marcos tavares 


sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

ESTRADAS SEM MAPAS


A vida é desafiante
nós a insultamos
desprezamos 
seu comando
sua selvageria.

É um silêncio 
que incomodamos
com o barulho 
das falas,
uma nudez que 
recusamos ver
vestidos de ilusões.

A vida é misteriosa
emocionante
uma viagem sem destino
bilhetes só de ida
sem janelas,
estradas sem mapas 
na partida


Marcos tavares



terça-feira, 5 de janeiro de 2016

ESTE CORAÇÃO

Este coração está melhor,
já bate sem se desmanchar,
já me faz caminhar de novo,
até arrisca, as vezes cantar.

Eu fui reaprendendo a sorrir,
vendo você saindo de mim
levando as lágrimas que gritavam 
de tanta dor.

Agradeço ao chão que me amparou,
ao novo dia que sempre me chamou,
pra juntar o que restou e continuar.

Vão estar sempre comigo
os braços dos amigos 
que puderam me amparar
ombros que deitei e descansei
e me deixaram chorar,

Vão ficar soterrados os sonhos
que fomos planejando juntos,
coisas que aprendemos gostar
mas deixamos de cuidar.

Este coração já vem sorrindo
parece até que nunca foi remoído
pelas coisas que a vida 
nos desafia a enfrentar
sem ter como saber
quais serão os caminhos   
que irão nos levar 
e pelas pessoas que ela 
nos destina a amar
sem poder saber
se vão querer ficar.

Marcos tavares 

foto da amiga Mariana Porttinary

https://www.facebook.com/mariana.cristina.porttinary


AUSÊNCIA PRESENTE

Eu sou o estado presente,
nada mais é..
todo o resto é presenciado
todo o universo existe diante dessa presença
todo manifesto é exposto a essa presença

eu sou o espaço consciente
onde tudo acontece
nada poderia acontecer se não
fosse em frente a essa presença

nada existe sem algo que o presencie
tudo que é visto só é visto nesta 
presença consciente no acontecimento
eu sou a consciência presente
em tudo que se manifesta
no manifesto tudo pode acontecer
tudo que acontece precisa acabar
pois tem um começo
não sou eu quem vive
nem há alguém quem viva
não há ninguém vivendo
tudo é visto na presença consciente
sem ser o acontecimento vivido.

o corpo vem e vai
a mente vem e vai
nada fica,. Tudo passa pela minha presença
não há nada a fazer não há nada para evoluir
não há nada a realizar,
tudo que se manifesta
não sou eu
sou aquilo que não se manifesta
a presença que nunca se ausenta
mas que nunca aparece
tudo que aparece desaparece diante do meu estado de presença
não tenho corpo, nem forma, nem alteração, nem movimento
só um estado de pura consciência, diante da cada acontecimento,
todo acontecimento pode vir, ficar e partir
todo pensamento pode vir, ficar e partir
e tudo é assim, menos a presença diante disso

sou a presença que não se presencia
o observador que não é observável
inabalável, invisível, inalterável, imutável,intocável...
não sou as ideias ilusórias de um ser que é alguém
me enamorei com as formas e brinco
no tempo e no espaço
na profundidade, tridimensionalidade, mensuralidade
pensando ser alguém que é ninguém.

de mim nada pode ser dito
nem mesmo assimilado,
nem mesmo localizado,
antes, tudo se localiza em mim
antes, tudo vem a mim
diante da minha presença
eu percebo tudo
experimento a vida, a morte
sem nunca ter nascido,
vivido ou morrido,


Marcos tavares


sábado, 2 de janeiro de 2016

O SEU CASTIGO


Tenho desejo desse vinho
que você engole
em insensatez,
com tanta sede e impaciência,
com pressa de embriaguez
pra intimidar o meu silencio.

Tenho medo deste vicio
(que abuso).
Essa mania de gostar
dos calafrios das estradas
que não sabem pra onde vão
e podem me levar,
desfazer nossos caminhos
sem avisar.

Tenho marcas no corpo
das asperezas das tuas mãos
que me esfregam com raiva
em sofreguidão
por eu ser a sua morada
(sua gestação)
a única escolha
que te restou.  



Marcos tavares 
foto da amiga Victoria Steiner
https://www.facebook.com/victoria.steiner.96?pnref=story