terça-feira, 10 de novembro de 2015

SEPARAÇÃO

Indícios de amor nenhum.
Ranhuras no peito,
incertezas ao falar,
permissão para  tocar.
 - Sem espelhos, olhei-te ao redor.

Descuidos... talvez  alguns.
Talvez, já fosse tarde,
já  estivesse partido,
denunciado  pelos  dias.
- Sem entrelinhas, palavras frias.

Planos, quase nenhum.
Talvez já fossem incertos
jogados ao acaso,
desfeitos em si, aos  lençóis
- Sem mágoas, deixamos acabar.


Marcos tavares