quarta-feira, 14 de junho de 2017

POEMA PÓSTUMO


Perdão a todos
por não querer ficar
por não saber me adaptar,
por não deixar
as lágrimas caírem,
por ter perdido as lanternas
que me guiariam
pela escuridão

Perdão a todos
por não ser capaz de sonhar
por não saber dobrar
os joelhos diante do altar
por não ter tido
motivos pra sorrir
nem ter sabido caminhar
nas cavernas do meu coração.

Perdão por não achar graça
em dançar...
nem achar bonito o por do sol
por ter medo de avião
por ter sido em vão
minha poesia
perdão por ter tido filhos
e não ter sabido
dar a eles meu sorriso
quando foi preciso.

Perdão por não ter sido
bom filho,nem soldado, nem bandido
nem coisa alguma
que pudesse explicar
qual objetivo de ficar
olhando o mundo sem ver
o seu motivo.
por não querer voltar,
nem justificar minha estadia,

Eu só vim deixar meu corpo
pra servir aos vermes
peço perdão por não me importar
com os que ficam,
com os que andam cegos
em busca de um paraíso
neste mundo de fúteis ideais
como escravos adestrados
às suas conquistas
inúteis e irreais.


Marcos tavares



segunda-feira, 5 de junho de 2017

VER VOCÊ ME ILUMINANDO

Tudo que eu sei    
é que você faz uma coisa
diferente no meu coração,
um estopim que me acende,         
incendeia tudo lá dentro.

Quando você aparece
explode uma coisa lá no fundo
que não para de pulsar,
faz um reboliço
que bagunça tudo,
e faz do meu mundo
um lugar para brincar.

Só eu sei como é bom acordar
e saber que existe alguém
que bate dentro do meu peito
e vai dando claridade,
que nada me faz tão bem
do que ver você me iluminando
...me dando felicidade.


Marcos tavares         

                     

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

PEDAÇOS DE VOCÊ

Você me deu
pedaços de você,
me deu destrezas,
coisas raras,
rodovias.

Me deu paixão, 
habilidades
que eu desconhecia
nomeou estrelas 
com nossos nomes. 

Você partiu 
me tirou valentia 
deixou bueiros,
buracos negros,
doenças que eu
não tinha.

Me deu chuvas
chagas na pele,
apatia,
saliva que amarga,
que ainda
anestesia.


Marcos tavares 


foto da amiga 
Elisabete Alves
https://www.facebook.com/elisabete.alves.353


segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

PARTE DE MIM

O que ficou nos olhos,
ficou também no vão
da garganta.
Ficou na penumbra
do nosso chão.
No limite do abismo,
na fala que eu já não tinha

Ficou espatifado

pelos cantos do coração
que ainda batia,
pelos poros, pelas sombras,
pela falta de razão 
de existir ainda
algo de mim.

O que doeu no peito,
doeu também
nas portas das manhãs
(que ficaram frias),
entreabertas
pela decisão da vida,
de tirar você de mim,
de não saber
por onde recomeçar,
por você não ser mais
parte de mim.

Doeu o rude olhar de adeus,

que adiei assimilar,
tive medo de chorar
e me somar ao chão,
ser pedaços de algodão
misturado aos travesseiros.

Não pude,

me olhar sem ti
enfrentar o medo
de abrir a porta
e não ter ninguém.
e apenas ver
esse pedaço de mim,
que sobreviveu


Marcos tavares 



sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

ALMA VAGABUNDA

Nunca darei a você
amor que sacie
sua alma de puta
sua sede de vinho e de rua,
que você tem na garganta
e me cospe
quando me ingere e rejeita,
se me prova em delírio
(por engano)
como cicuta.

Nunca darei a você
amor sem pecados,
que engane
sua alma de santa.
Nem terei em mim
o desejo da pureza,
que você precisa
na sua saliva,
quando me engole
(me janta)
como castigo.


Marcos tavares

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

MARCAS DA PAIXÃO

Só você me deu
amor como mordidas
calcinhas pra dormir
e braços pra sonhar

Só você me tocou assim
esfregando até suar
me virando pelo avesso
amando até se lambuzar

Só você me deu manjar
adoçou a minha língua
cobriu meus pés quando dormia
deu o ombro pra chorar.

Só você me arranhou
deixando marcas da paixão
fez seu cheiro me viciar
me delirar com seu sabor

Só você me enfeitiçou
me rendeu em meus vestidos
fez poemas de amor
dando o colo pra descansar.


Marcos tavares




foto da amiga 
Rudy Aparecida 
https://www.facebook.com/rudy.aparecida

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

LÁPIS DE COR

Você é assim...
Tipo lápis de cor
pinta a minha dor,
as rasuras em mim.

Tipo assim..
Som de nota musical,
harmoniza meu tom,
faz partituras em mim.

Tem gosto de amora,
aroma que me descansa,
uma saudade sem hora,
tipo assim...! Felicidade.

Fantasia que me veste,
enfeita meu viver,
tipo assim...! 
Uma folia,
uma festa,
dentro de mim.

Marcos tavares


Foto da amiga Janaina Jacobina
https://www.facebook.com/janainajacobina2