domingo, 1 de maio de 2016

ILUMINAÇÃO

Ninguém nunca teve 
nenhum tipo de iluminação
ou existe alguém 
ou existe a iluminação.
Um eu iluminado 
é o principio do dualismo primário
o eu não pode se iluminar 
pois iluminação é o fim do eu.
É deixar de ser um ser separado
e unir-se ao todo
retornar a casa do pai, 
morrer para renascer na luz
regressar ao que Deus uniu e 
que o homem não separa

Reencarnar, evoluir, conquistar o céu
são apenas a continuidade 
do sonho de sentir-se separado
ninguém nasce, ninguém morre.
Existe o nascer, o morrer acontecendo
nas formas, imagens, sensações...
Não existe alguém caminhando, 
existe o caminhar, 
não existe alguém vivendo uma vida, 
existe a vida se expressando 
no tempo, no espaço,nas formas,
pensamentos, estórias humanas...
Tendo sensações, sentimentos, 
emoções em tudo que vibra e se move

A mente cria a ilusão de um agente finito
que quer conquistar o infinito, 
preservar uma identidade apartada da existência
que quer se iluminar, tornar-se divino
e que vai lutar por isso até o seu limite,
mas essa identidade apenas reage num sonho
só existe um sonhador comum a todos 
apenas um ser que desperta em cada um de nós
sabendo-se atemporal, inespacial, imaculável,
eternamente ele mesmo 
...em tudo que ele mesmo sonha.


Marcos tavares