quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

COISA PRIMITIVA


Somos como bichos
atraídos pelo cheiro,
selvagens no cio
atracados pela seiva,
coisa primitiva.
Arrebatadora.

Somos como olhos
que se devoram
na íris atrevida da paixão,
como peles
que se roçam,
grudam no suor de tesão
coisa primitiva.
Avassaladora.

Somos como bocas
que se engolem,
palavras que se engasgam
no suor das línguas,
e se afogam na saliva
coisa primitiva.
Devastadora.   


Marcos tavares de souza